Atenção! Atenção! Chegou mais uma edição

Como o tempo passa rápido não é mesmo? Há um ano estávamos nos preparando para a 1ª edição do Pedal de Salto Alto. Ao longo desse tempo colecionamos tantos causos, amizades, sorrisos mil…

Veja como será o próximo!

Para lembrar como foi o primeiro é só dar um pulo em https://pedaldesaltoalto.wordpress.com/2010/11/08/o-primeiro-de-muitos/

Anúncios

As mulheres fortes do pedal

as mulheres fortes do pedal
A cada dia aumenta o número de mulheres competindo em provas de corrida, mountain bike, canoagem, trekking e às vezes tudo isso junto. São mulheres fortes que não podemos deixar de citar aqui. Muitas vezes temos algumas das organizadoras do Pedal de Salto Alto nestas provas, mas mesmo que não estejamos lá, sempre temos excelentes exemplos representando lindamente as mulheres.

Foi o caso da Iron Biker 2011, a principal maratona de mountain bike da América Latina e que já está na sua 19º edição. Gostaríamos de parabenizar mulheres que sempre nos dão orgulho: Keka, Kkla, Letícia, Wal, Marta, Tutti, Raquel e muitas outras que participaram.

E para incentivar e mostrar que nem só de salto alto é feito o PdSA, aí vão algumas razões que a Claudia Franco da CicloFemini dá para você tomar coragem de se aventurar também.

– Competir é uma forma muito assertiva para colocar o corpo em movimento, dar um sentido mais amplo aos treinamentos e criar uma disciplina.
– Uma corrida estimula a automotivação, que cresce à medida que recebemos incentivos de amigos e parentes. Nada mais empolgante que ver pessoas conhecidas, e até mesmo desconhecidas, torcendo e vibrando para o seu sucesso. Isso acaba tornando as pessoas mais seguras e ousadas.
– Ao participar de competições, também me tornei mais sociável e solidária. Aprendi a equilibrar melhor as minhas emoções. Meu foco e concentração melhoraram. Minha autoestima e confiança cresceram muito. Aprendi a ganhar com humildade e a perder com dignidade.

*Todas as fotos foram retiradas do site oficial do evento: http://www.ironbiker.com.br/

Casamento de bikers

Provamos que a equação bicicleta + salto alto é possível de resolver, mas e outras mais complexas como casamento + bicicleta, rola? Sim!Tem um milhão de maneiras para a bike querida estar presente no casamento. Para os mais ousados, pode ser uma pedalada entre noivos e padrinhos até o cartório ou a entrada dos noivos. Para quem não quer fazê-la tão presente assim, tem as opções de convites, lembranças, decoração e até fotos dos noivos. Vejam só quanta fofurice!

Poeminha de feriado…

…para todos os mountain bikers!

Na trilha Sou um artista. A trilha é minha tela, a bike meu pincel:

-A diversão começa aonde o asfalto termina
-Off-road paixão a primeira trilha
-A lama suja a bike, mas lava a alma
-Na duvida… pedalo
-Em cima de meu capacete um imenso céu…abaixo dos pneus a trilha cruel
-Por trás de toda loucura existe uma lucides motivada por uma paixão
-Trilha… Bons amigos por maus caminhos
-Eles dizem isso quebrou, eu falo está machucado
-Eles vêem um arranhão, eu vejo lembranças
-Eles não gostam de andar na terra, eu olho para a terra, sinto a terra, como terra, respiro terra e tenho terra nos olhos e no corpo
-Quando eles dizem que somos diferentes, nós concordamos.

Vou de bike, cê sabe…

Cada dia que passa mais pessoas cansam de ir de taxi, de carro, de ônibus e querem recorrer à bicicleta. O problema é que muitos não são orientados na hora de comprar a sua e a escolha errada pode trazer até mesmo problemas de saúde.

Você precisa levar em consideração qual o uso que deseja fazer da bike, se vai usar todo dia como transporte ou somente no final de semana para passear. Mas passear onde? Na cidade ou fazendo uma trilha?

A verdade é que a escolha não é fácil, mas um teste que o IG dá uma direção para quem vai começar a procurar: Faça o teste e descubra qual a bike certa pra você!

Bicicletas compartilhadas

Que o trânsito de BH é chatíssimo você já sabe. Que incentivamos que você troque seu carro por uma bike no dia a dia (se for viável), você também sabe. O que você não sabe é que descobrimos uma maneira de facilitar um pouco a vida de quem usa a bicicleta.

Explicamos. Imagina um site onde num mapa você pode marcar que tem um espaço no seu prédio onde é possível guardar uma bicicleta de outra pessoa que esteja na região ou achar uma bicicleta disponível próximo de onde você está. Esta é a ideia do Cooperbike. No site diz “o ‘Cooperativa de bicicletas’ é um sistema de bicicletas compartilhadas. O diferencial dessa iniciativa é a questão da mobilização popular. (…) Pelo site, cada pessoa pode indicar/doar recursos disponíveis/ociosos, como bicicletas, espaços particulares e serviços que possam viabilizar essa rede, bastando criar uma referência sobre um mapa.”

O que dá pra fazer no Cooperbike?
1
doar bicicletas para o sistema de bicicletas públicas.
2 disponibilizar espaços particulares para a colocação das bicicletas.
3 disponibilizar serviços, como manutenção ou logística para transportar bicicletas.
4 marcar no mapa pontos, linhas ou polígonos que tenham relevância para o transporte cicloviário em BH.
5 divulgar pontos de comércio relevantes para o sistema, como uma loja com bons preços ou um ótimo mecânico, por exemplo.
6 usar o mapa como referência para elaborar seu percurso de bicicleta.
7 usar o mapa para utilizar as bicicletas compartilhadas e fazer uso do sistema no seu dia-dia.

Conheça, use, compartilhe!

De espartilho na maratona

Pedalar não tem idade certa, nem é problema se você é fera ou está apenas começando. Não importa se fica em primeiro ou em último lugar numa competição. Muito menos se seu intuito é treinar forte ou apenas manter a boa saúde.

O que importa mesmo é que, sendo homem ou mulher, iniciante ou expert, você ame a bicicleta!

Neste final de semana o PdSA mostrou essa paixão. Esteve bem representado no “IV – Desafio Maratona de Bom Despacho” e despertou olhares curiosos do público.

As meninas de espartilho trouxeram troféu, prêmios e medalhas, além de uma enorme gratidão pela organização da prova (agradecemos especialmente a Mariane Gomes de Oliveira) e pela hospedagem maravilhosa em casa de amigos (obrigada Marília Teixeira e família)!

Que venham as próximas provas e pedaladas… Nós estaremos sempre prontas para participar. De espartilho, sapatilha ou de salto alto!

Veja os melhores momentos!